Como Meditar

Como meditar

Como meditar

Com a rotina agitada e o aumento das responsabilidades da vida moderna, muitas pessoas sofrem com estresse e ansiedade.

As pessoas se deixam abater pelo cansaço e vão se tornando cada vez mais tristes e frustrados.

É comum que elas procurem soluções para este problemas e muitas delas descobrem a meditação.

A meditação é uma forma de treinar a mente, semelhante aos exercícios físicos para o corpo.

Mas ainda há muitas dúvidas sobre o que é meditação e como meditar.

Benefícios da meditação.

O primeiro estágio da meditação é parar as distrações e tornar a mente mais clara, com foco e sensação de bem estar.

Isso pode ser conseguido praticando atenção na respiração. 

Nós escolhemos um lugar tranquilo para meditar e sentamos em uma posição confortável. 

Podemos sentar na postura tradicional de pernas cruzadas ou em uma cadeira com a coluna reta e as mãos sobre as pernas.

Então como aprender a meditar?

É normalmente bem difícil para um iniciante sentar-se e manter a  longe dos pensamentos e focado o na respiração.

Mas o ideal é ir praticando a “Atenção  em cada momento ” ( Mindfulness), prestar atenção e concentrar em cada atividade do seu dia a dia. Não desista no começo, pois praticando diversas vezes é que seu mente aprenderá como meditar sem se distrair.

Uma simples meditação da respiração 

Comece com este exercício simples, que te ajudará a iniciar na meditação:

  • Feche os olhos, sente-se de costas retas e tome consciência da sua respiração, sem controlá-la.
  • Somente deixe acontecer e esteja ciente da sua respiração; o ar flui para dentro e para fora (2 minutos).
  • O propósito desse exercício é simplesmente prestar atenção na respiração concentrar apenas no aqui e agora é isso que temos a cada momento.

 

Exercício: Meditação do alimento

Este é um outro exercício fácil para quem é iniciante

  • Pegue uma uva passa e a observe como se nunca houvesse visto uma, 
  • Sinta a textura entre os dedos, note a cor, preste atenção nos pensamentos que surgem ao observá-la,
  • Goste ou não goste, sinta o aroma. Passe-a nos lábios, perceba a saliva se formar na boca quando a mente percebe que irá comê-la.
  • Finalmente coloque-a na boca. Note as sensações, o gosto e preste atenção no que vai acontecendo com o corpo até que ela seja engolida.
  • Faça a mesma coisa com a segunda uva, mas sem essa orientação.
  • Como foi? Saiu do modo automático?

3 Dicas durante a Meditação

  1. Aprender a não julgar; durante a meditação, dar atenção apenas à respiração.
  2. Só observe sem seguir os julgamentos que passam na mente por 2 minutos.
  3. Com a mente mais tranquila se consegue ouvir “insights” que te protegem de impulsos destrutivos.
Como meditar aprendendo a não julgar
Como meditar aprendendo a não julgar

Em princípio, nossa mente estará muito ocupada, e podemos até sentir que a meditação está deixando nossa mente mais cheia ainda; mas, na realidade, estamos apenas nos tornando mais conscientes de como nossa mente está realmente ocupada.

Haverá uma grande tentação de seguir os diferentes pensamentos à medida que eles surgirem, mas devemos resistir a isso e permanecer focados unicamente na sensação da respiração. Se descobrirmos que nossa mente vagou e está seguindo nossos pensamentos, devemos devolvê-la imediatamente à respiração. Devemos repetir isso quantas vezes forem necessárias até que a mente se instale na respiração. Estes passos são essenciais para você compreender como meditar de maneira e constante.

Meditação  na Atenção 

A meditação na atenção encoraja o praticante a observar pensamentos errantes enquanto flutuam pela mente. A intenção não é se envolver com os pensamentos ou julgá-los, mas simplesmente estar ciente de cada nota mental que surgir.

Meditação de concentração

A meditação da concentração envolve o foco em um único ponto. Isso poderia implicar seguir a respiração, repetir uma única palavra ou mantra, encarar uma chama de vela, ouvir um gongo repetitivo ou contar contas em um mala. Como focar a mente é desafiador, um iniciante pode meditar por apenas alguns minutos e depois trabalhar por períodos mais longos.

É importante começar com sessões pequenas e gerenciáveis. Até três minutos farão a diferença. Pode parecer super curto, mas para alguns iniciantes, ficar alerta por alguns minutos parece uma eternidade. Começar com sessões curtas também ajuda você a ganhar o impulso necessário para sustentar sua prática a longo prazo. Como muitos especialistas em meditação sugerem, a qualidade da sua meditação é mais importante que a quantidade.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email